Carregando

Aguarde...

02 Fevereiro, 2024
Sustentabilidade

Conheça o Caminho das Abelhas Nativas - Erika Irma Glufke

Saiba mais sobre o projeto!

Conheça o Caminho das Abelhas Nativas - Erika Irma Glufke

O projeto Caminho das Abelhas Nativas é uma iniciativa da Multiflon que contou com o apoio da Prefeitura de Flores da Cunha / RS e realização do Apiário Abelhinha Feliz. Ele visa a preservação ambiental e, simultaneamente, oferece à comunidade a oportunidade de conhecer melhor a vida das abelhas, declaradas há alguns anos pela Royal Geographical Society de Londres, os seres vivos mais importantes do planeta Terra.

O crescimento sustentável é um dos valores da empresa e identificamos nesse projeto uma grande oportunidade de contribuir com o meio-ambiente e com a comunidade como um todo.


O projeto conta com um Meliponário (coleção de colmeias de abelhas sem ferrão, ou ASF) que foi instalado a céu aberto no Parque Natural São Francisco de Assis, em Flores da Cunha/RS, município onde está localizada a fábrica da Multiflon. Nele é possível conhecer 7 espécies de abelhas nativas: Mandaçaia, Manduri, Jataí, Mirim-Guaçu, Droriana, Negrips e Tubuna, essa última já se encontrava no parque e foi abraçada pela Multiflon na implementação do projeto.


O grande propósito é preservar e contribuir com o crescimento da população das abelhas nativas (sem ferrão), favorecendo a polinização da vegetação nativa e sua perpetuação. Este projeto também tem seu cunho educacional, recebendo alunos das escolas do município e a comunidade para visitas guiadas por um biólogo, oportunidade de compreender a importância desses pequenos seres. Uma cartilha do projeto também é distribuída aos visitantes.


Por que o projeto é importante?


Uma frase famosa atribuída ao cientista Albert Einstein afirma que: “se as abelhas desaparecerem da face da Terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais, não haverá raça humana”. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), das 141 espécies de plantas que utilizamos na nossa alimentação, cerca de 60% (85 espécies) dependem, em certa medida, das abelhas para serem produzidas. No mundo, esse valor chega a 75%, segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).


Locais com a presença desses polinizadores, como jardins e pomares, exibem uma maior abundância de flores e frutas mais vistosas. Economicamente falando, a parceria entre criadores de abelhas, agricultores e jardineiros resulta em benefícios para todos os envolvidos.


A instalação de um meliponário em forma de caminho sinalizado com placas de identificação e informativas sobre as abelhas proporcionam ao público uma oportunidade de conhecer mais sobre esses insetos e compreender sua importância para a harmonia dos ecossistemas, além é claro, de proporcionarmos que elas se desenvolvam em um habitat propício.
Trata-se de preservar e conquistar novos defensores ativos e conscientes da preservação destes tão importantes polinizadores naturais.


Para viabilização do projeto a Multiflon contribui com 1% do valor líquido das vendas das linhas Eté e Ekó, lançadas em 2023 e 2024 respectivamente, e que trazem a singularidade da natureza para a hora do preparo do alimento. Ou seja, a comprar qualquer peça dessas linhas você está contribuindo com a preservação da natureza e, por consequência da própria espécie humana.

Compartilhe esse post:

Deixe um comentário sobre esse post

0 Comentários

Fique por dentro das novidades

Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site. Ao usar o nosso site, você concorda com o uso de cookies. Para mais informações, leia nossa Política de Privacidade atualizada.

Entendi e fechar